Glauco Pereira, Advogado

Glauco Pereira

Conselheiro Lafaiete (MG)
26seguidores31seguindo
Entrar em contato

Verificações

Glauco Pereira, Advogado
Glauco Pereira

Autor (Desde Jun 2017)

Principais áreas de atuação

Direito Penal, 12%
Direito do Consumidor, 12%
Direito do Trabalho, 12%
Trânsito, 12%
Outras, 52%

Comentários

(326)
Glauco Pereira, Advogado
Glauco Pereira
Comentário · anteontem
Perfeita e mais do que necessária defesa diante da excrescência deste chamado "Manifesto" que mais se assemelha a um arroubo juvenil de alguns subscritores que, diante de sua "elevada" posição, isentos em sua atuação, sem falhas e erros (claro que pela visão de seus iguais), resolvem defender o indefensável.

Quanto mais garantia, quanto mais
constituição e seus preceitos mais básicos, iremos nos defender e garantir uma atuação do Estado e de seus alguns representantes dentro dos limites básicos que a todos, sem exceção alguma, deve ser garantido, seja para criminosos confessos, seja para acusados que, desde o momento inicial de uma persecução criminal, seus direitos mais mínimos são "esquecidos" e "ultrapassados", na busca de uma pretensa justiça.

Afinal de contas, o que os subscritores querem? Justiça ou justiçamento? Um processo devido legal ou processo de faz de conta, que tem ao seu final como meta a ser atingida uma condenação que demonstre e atemorize a força do Estado, independente de todos os direitos que a todos, sem exceção, deve ser sempre garantido?
Glauco Pereira, Advogado
Glauco Pereira
Comentário · há 5 dias
Os nossos "nobilíssimos" representantes parecem viver numa realidade paralela.

Somente isto pode justificar a proposta de mudanças no sistema eleitoral que, de modificação, trará nada mais além do nome. As operações que nos últimos anos expuseram de maneira clara o quão monetizado e movido por interesses pessoais encontra o nosso sistema eleitoral, não trouxe aos representantes atuais nenhum momento de reflexão que ao final, mesmo que de forma desprovida de verdade ou sinceridade, fomentassem mudanças que trouxesse aos eleitores uma esperança de serem realmente representados.

Mais ainda, a cada modificação, a única impressão existente é de que todos as tentativas serão no sentido de manter nas respectivas Casas Legislativas aqueles atores principais de todos os escândalos recentes.

Seja na forma da criação do chamado "Fundo Eleitoral" de um valor que podemos considerar até "trocado" diante dos desvios realizados nos últimos anos, seja na tentativa de alguns deles se elegerem para qualquer cargo público que garanta um possível foro por prerrogativa de função a partir de 2019, já que reeleição para alguns seria algo inatingível, dentre outras "saídas" devidamente abordadas no artigo.

E a "pressa" em aprovar tal fundo se justifica, ao menos na visão dos possíveis interessados no mesmo. Afinal, depois de todos os escândalos, da crise que cada vez mais mostra-se com um fim longínquo, qual será o empresário que doará a algum candidato valores para uma campanha cada vez mais cara, exigindo investimentos cada vez maiores, e, com a vigilância e investigação dos órgãos responsáveis.

Enfim, hoje só temos crise e perguntas sem respostas. Será mesmo que, dos atuais deputados, senadores, governadores, presidente, podemos esperar uma saída honesta e correta para nos retirar do caos em que se transformou a representação política atual?

Convenhamos, difícil imaginar isto.

Perfis que segue

(31)
Carregando

Seguidores

(26)
Carregando

Tópicos de interesse

Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Conselheiro Lafaiete (MG)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Glauco Pereira

Entrar em contato